quarta-feira, 19 de setembro de 2007

Quando eu nasci, minha mãe dava banho em mim com água filtrada, fervida e com álcool, numa banheira que era esterilizada antes de cada banho.
...
Quando eu era bebê, tinha 5 chupetas. Uma pra boca, outra pro joelho, outra pro cotovelo, outra pras mãos, outra pros pés. Alguma coisa assim.
Eu não dormia se as 5 chupetas não estivessem presentes no berço. Isso até já ter uns 3 anos, acho.
...
Na casa da minha avó, onde eu passava as minhas tardes depois da escola, eu costumava almoçar usando uns três pratos. Arroz e feijão num prato. Bife em outro. Batata frita (ou qualquer outra coisa) em outro. Eu tinha um prato especial, só meu. Ninguém podia usar meu prato, meu copo ou meus talheres. Com meu irmão também era assim.
...
É como se a família tivesse se esforçado pra criar uma pessoa maluca.

22 comentários:

  1. hahahahaha.
    Que sorte vc não ter TOC!!!!

    ResponderExcluir
  2. Ahahahahahahah... Elise, pior sou eu, que não tive uma família se esforçando pra me 'criar' maluca e tenho TOC e várias outras maluquices! ahahahahhahaha...
    Sério, Rê, tenho. E se Roberto Carlos, o Rei, assume, por que não eu? ehehehehhehe...

    ResponderExcluir
  3. Eu tinha 6 chupetas!!!Acho que por isso sou um ser carente hj em dia...

    ResponderExcluir
  4. Elise, assim, de um toczinho ninguém escapa, hahahahaha, mas pelo menos não é nada tão grave quanto poderia ser com toda essa gente maluca ao meu redor...

    Jana, eu sei como é...

    Lilia, hahahahaha, que idéia é essa de dar tanta chupeta pra gente?

    ResponderExcluir
  5. nossa, se você consegue ser normal depois disso tudo, renatinha, você é a verdadeira self-made-girl, ahauhauahauhuha! e depois dizem que o problema é ter filho único, tá vendo?

    bj

    ResponderExcluir
  6. Se bem que era melhor eu ter tido pelo menos UMA chupeta.
    Eu nunca chupei chupeta, daí virar esse ser frio e do mal que sou! rsrsrs

    ResponderExcluir
  7. Como assim chupeta pra joelho e cotovelo, Renata? hahaha

    ResponderExcluir
  8. hahahhhahahha isso é tipico de primeiro filho. qdo minha irma nasceu ninguem podia pegar se nao lavasse as maos antes. qdo meu rimao nasceu caia a chupeta no chão e enfiavam de novo na boca dele. mas, e ai, ficou maluca ou nao? heheh

    ResponderExcluir
  9. E eu que era tão pobre que de dia tomava banho na banheirinha e à noite tinham que secá-la pra eu dormir lá.

    vim dizer que adooooooro teu blog! adoro todos teus posts. E não os perco um diazinho sequer.

    PS.: Melhorei de vida consideravelmente: tomo banho na banheira e durmo na cama.

    abç

    ResponderExcluir
  10. não deu certo, deu? =D
    muito legal o seu cantinho.

    ResponderExcluir
  11. meo-deos.

    não tem como não ROLAR DE RIR com esse teu blog.

    ResponderExcluir
  12. Por que a elise acha que você NÃO TEM TOC?

    ResponderExcluir
  13. Genteeeeee, mas qual o problema de ter TOC? ehehehehehehehe... confesso que olho a tranca da porta mil vezes. e se esbarro de um lado, esbarro de outro tb pra ficar igual... e até hoje brinco de pisar/não pisar nas linhas, só que já cresci... Mas não me atrapalha a viver, não que eu saiba... ok, perguntem às pessoas ao meu redor se isso reflete uma certa insanidade. pensando bem, não, não perguntem.

    ResponderExcluir
  14. Hahaha!!! Te imaginei um lindo bebezinho em uma bolha, Renata! Se bem que não posso falar muito, porque minha mãe esterilizava minha água do banho com Lysoform e fervia tudo, mas absolutamente tudo o que entrava em minha boca. Chupeta não, porque eu nunca gostei, cuspia longe. Deve ser por isso que... deixa pra lá! Muito podre o que eu pesnsei agora! Hahaha!!!!

    ResponderExcluir
  15. Eu não tinha chupeta, mas chupei dedo por muito tempo. Segundo meu dentista, é por isso que meu céu-da-boca é todo estranho. Meio fundo e cavernoso.

    Ter TOC é charmoso, nén?

    ResponderExcluir
  16. Suzana, sim, foram muito bem sucedidos no projeto...

    Cris, muito normal ninguém é, né? hahahahaha, ainda mais com esse dna...

    olha, mas nessa época eu era filha única! com meu irmão já foi tudo diferente, minha mãe deixava ele rolar na lama, dava banho no tanque...

    Elise, ahhh, mas pelo menos não teve que usar aparelho, né?

    Renata, pelo que minha mãe conta, eu colocava chupetas na dobrinha do joelho e do cotovelo direitos...

    Cinthya, aqui em casa tb! meu irmão não teve essas frescuras todas com a água do banho. que nada, fiquei suuuuper normal...

    Adri, ôoo, tadinho do bebê! mas, olha, vc venceu na vida!

    :D

    Fênix, nããão, claaaro que não. sou muito normal, muito...

    Fabiana, todo mundo tem um pouquinho, né?

    mas eu nem proíbo as pessoas de usarem marrom perto de mim nem nada...

    Ana Paula, :D e vivendo nessa família, tem como não rir todo dia? pq eles não percebem que são malucos, essa é a melhor parte...

    Andrea, hahahahaha, tb não sei. ela deve ver só o melhor em cada um de nós, um espírito elevado...

    Jana, hahahahaha, toca aqui!

    , ahhhh, que maravilha pra nós ter essas mães preocupadas com a higiene, né?

    ResponderExcluir
  17. Acho que todo mundo tem uma história como essas ... a minha é assim: até mais ou menos meus dois anos, eu tinha uma sandália/sapato para cada vestido. Quando eu entrava em uma certa sapataria que tinha na cidade em que eu morava, escolhia várias sandálias e meu pai achava lindo eu já ter opinião formada.
    Conclusão: eu cresci e agora quero manter esse hábito, mas ninguém mais acha fofinho eu querer todos os sapatos da loja ...
    kkkkkk

    Sempre leio seu blog e adoro.

    Bj

    Bia

    ResponderExcluir
  18. gente, amei seu pai achar lindo vc já ter opinião formada!

    ResponderExcluir