domingo, 1 de julho de 2012

Me arrependo muito de ter sido tão moderna e na minha e penso em tudo o que eu não disse. Cogito mandar um e-mail agora, mas não quero soar como vítima nem reacender o contato.


De que adianta ser tão cool se depois eu vou chorar ouvindo Nuvem de Lágrimas?

diário do coração partido 3, semana 4.

28 comentários:

  1. ouvi "nuvem de lágrimas" hoje, OLHA SÓ.

    ResponderExcluir
  2. eu gosto muito daqui. você me motivou a voltar a escrever. me identifico demais. também sou professora, também sou aquariana. às vezes parece que fui eu que escrevi, que senti. você tem esse dom. gosto muito. obrigada.

    ResponderExcluir
  3. sempre me identifico com o que você escreve, mas desta vez eu fiquei me questionando se não fui eu quem pediu pra você escrever isso! é exatamente assim. eu quero levar minha vida moderninha, mas...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahahaha, adoro essa música do ultraje.

      Excluir
  4. É difícil ser moderna e chorar com "Nuvem de lágrimas". O amor não conhece a modernidade.

    ResponderExcluir
  5. Sou mais radical, ouço Evanescence, a "fossa" fica parecendo mais intensa. Mas eu acabaria mandando o e-mail, dificilmente me deixo guiar pela Razão, por isso tô onde estou...:s
    Josyê

    ResponderExcluir
  6. fala sério. poucas coisas são mais cool que "nuvem de lágrimas". e moderno é se apaixonar, digo logo. tô romântica hoje. ♥

    ResponderExcluir
  7. cansei de ser cool, cansei de ser (pós-)moderna, cansei de ser suuuuuuuuuuper na boa, cansei de ser a compreensiva. e, cara, cansei de ser DUDE. é bem isso que tu diz. do que adianta ser tudo isso se tu fica em casa numa sexta de noite chorando de boca aberta com chuveirinhos de lágrimas saltando da tua cara porque tu tá te sentindo um lixo?
    o desastre é não saber ser doutro jeito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. a gente aprende, ana. vem, que a gente aprende! <3

      Excluir
  8. Escreve.

    Parte do processo de ser cool com lágrimas é simplesmente não se importar com o que o outro lado vai pensar ou com a maneira que o outro lado vai reagir.

    (Sim, sou eu. Dri. A última romântica desse oceano Atlântica! rs. Até em pensei em não assinar só para ver se você reconhecia sua amiga-do-amor)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahahaha reconheci só de receber o comentário por email, dri.

      =)

      Excluir
  9. Escreve e manda. E não e preocupe de ler a resposta. Porque as vezes só de falar a gente já alivia grande parte da dor. E se, como eu, apagar a resposta antes mesmo de abrir o email, não fica com a pergunta se fez aquilo só pra reacender um contato.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. uau, você apagou antes de ler a resposta?

      Excluir
  10. Da última vez eu escrevi, e não fez a menor diferença, pra ele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. acho que muitas vezes não faz diferença pra outra pessoa mesmo. é mais pra gente.

      Excluir
  11. Uma certa vez escrevi, na outra falei poucas e boas e na boa, só vc conhece o cara e pode dizer se vale a pena falar...pq tem uns tipos que não se importam mesmo e que ainda viram o jogo e te deixam pior. Isso já aconteceu comigo.

    ResponderExcluir
  12. Eu me vi nesse teu post. Exatamente isso, exatamente assim.

    O e-mail tá salvo no meu computador.

    Diário do coração partido 2, semana 4.

    ResponderExcluir
  13. Uma vez eu fiz uma carta gigante pra ele. E depois outras menos longas. Cada vez enfiava as folhas num envelope com o nome dele, mas marcado com o endereço da minha melhor amiga, que tava morando longe na época.

    Pensa numa pessoa covarde.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. não acho covarde, Olga. de repente você precisava falar e ele não precisava ouvir. =)

      Excluir
  14. De coração partido nesse exato momento, e sem saber como lidar. Falou tudo ou continuou moderna? Eu ainda estou na fase de querer gritar "Então volta, traz de volta o meu sorriso, sem vc não posso ser feliz". Mas tô segurando a onda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. continuei moderna. =)

      mas as coisas voltaram ao que eram antes.

      Excluir