terça-feira, 31 de julho de 2012

Eu fiz uma coisa que achei que nunca faria na vida: fui a um encontro de pessoas da minha turma na escola.


Eu não ia, ignorei o convite até o último minuto, quando recebi uma mensagem de uma das poucas amigas que me sobraram da escola dizendo que ia. Corri, escolhi uma roupa e fui, pensando que era bobagem ficar com medo de rever aquelas pessoas. Se eu fui até Paris e revi um grande amor perdido, nada pode ser mais assustador.

Foi bem assustador, mas não ao ponto de enfiar as mãos nos bolsos do casaco com medo que alguém pegasse nelas.

Como sempre, não foi nada como num filme. Mil ilusões de como eu ia chegar lá com um ventilador fazendo ffff no meu cabelo esvoaçante. Mas só em filme mesmo. Ninguém estava acabado e com inveja da minha vida ótima. As pessoas também estão ótimas e felizes e algumas estão casadas, outras estão solteiras e quase todo mundo tem um sobrinho, mas tá todo mundo bem satisfeito com a vida e mais bonito do que na escola. E eu ouvi uma história tão bonita sobre o que aconteceu depois da escola com a vida de uma menina que estudou comigo que tenho repetido a história pra mim mesma às vezes, só pra não esquecer.

E, depois de ouvir que, wait for it, eu sempre fui uma pessoa muito difícil, eu, que cheguei planejando ir embora 40 minutos depois, acabei indo embora junto com todo mundo, com as mãos nos bolsos do casaco. Mas foi porque tava meio frio.

22 comentários:

  1. Rê, encontro da faculdade até ia, mas da escola, nem que me pagassem!!! As pentelhinhas pegaram muito no meu pé e se eu não vir nem souber delas pro resto da minha vida, serei feliz! haha
    Muito boa sua coragem :)
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Eu não teria coragem de ir num desses encontros, apesar de achar muito legal, teria vergonha, pois as pessoas veriam que eu não sou melhor do que qdo eu estava no colegio, e se duvidar, estou pior, então não teria coragem nao,rs
    Mas fez bem em experimentar uma coisa diferente, olha só, no final ainda tem boas lembranças desse dia ^^
    Josyê

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. olha, acho que todo mundo tava melhor do que no colégio.

      Excluir
  3. Fiquei imaginando como seria ir num encontro desses.
    Eu sempre fui até que bem popular no ensino médio, mas, tipo, nem era eu, né? Era o cara que eu queria fingir que era.
    Mas acho que não tenho nem vontade de encontrar com aquele povo de novo. Ainda bem que ficaram lá em Smallville, bem longe de mim aqui no Rio, hehehe

    ResponderExcluir
  4. Eu não iria. Eu não sou forte o bastante, já ouço de são felizes, não precisam jogar na minha cara.

    ResponderExcluir
  5. (Mas qe podia contar a história bonita da menina tb, podia, am?

    Negócio de pessoa difícil: "Ñ sou eu qe sou difícil, você qe é fácil.")

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. fico assim-assim de contar, porque a história não é minha. :/

      hahahaha, minha mãe disse a mesma coisa.

      Excluir
  6. Também fiquei curiosa pela história bonita...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. fico sem graça de contar, porque não é minha história. é meio pessoal. =)

      Excluir
  7. Concordo com a Gabi, conta ai a história bonita!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. fico sem graça, porque é uma história dela.=)

      Excluir
  8. Eu também teria receios, e certamente ficaria assustada. Nostalgia faz o meu tipo, mas preferencialmente na solidão, recordando. Reencontros assim nunca são fáceis, mas a gente se acostuma, isso sim é válido.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  9. Eu não iria, não me importo com o destino alheio e não gosto que se importem com o meu. Também não gosto que me avaliem com olhos antigos, do que eu era antes. Nem eu lembro de como eu era. Blé, detesto o passado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. acho que agora esses encontros nem são uma grande surpresa, porque todo mundo já sabe de tudo pela internet.

      a surpresa foi eu não ter odiado todos.

      Excluir
  10. Olha só, esse final de semana teve reencontro da minha turma do colégio, também. Eu até queria ir, porque imaginei bem essa coisa de filme, "olha como a Paula tá magra, como o cabelo dela tá melhor", mesmo sabendo que só na minha cabeça.

    Meus amigos mais próximos me avisaram que não iriam e todos os confirmados - que eu não me dava na época, aliás - estavam levando acompanhantes, então desisti. Mas se tivesse com uma amiga-escudo teria encarado, talvez fosse uma ~experiência bacana~. :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. pois é, indo com amigos foi bem tranquilo.

      Excluir
  11. estou prestes a passar por uma dessas e estou com medo. porque faz um ano que andei recebendo pedidos de desculpa aleatórios de ex-colegas de colégio. sim, porque eu era a nerd esquisita (ainda sou, mas não estamos mais no início dos anos 90) e ÓBVIO que todo mundo me zoava HARD. tou com medo que vire aquela coisa constrangedora de me amarem como eu sou e mil desculpas porque a gente foi escroto contigo. (YEAH, RIGHT, PEÇAM DESCULPAS PRA ADOLESCENTE QUE CRESCEU CHEIA DE INSEGURANÇAS PORQUE PASSAVA VERGONHA TODOS OS DIAS COM O BULLYING DE VOCÊS)

    mas né?, quero saber a história bonita também.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. indo com meus amigos da escola foi mais fácil. =)

      mas ninguém me pediu desculpa. pelo contrário, quem ria de mim disse que sempre fui uma pessoa difícil.

      Excluir