terça-feira, 10 de julho de 2012

Minha analista tem uma pasta com tudo sobre mim. É amarela, tem meu nome na capa e quase sempre já está em cima da mesa dela quando eu chego. Na pasta tem tudo o que eu disse nesses cinco anos juntas.


Então, quando eu chego lá fazendo queixa dele, do que fez, do que deixou de fazer, de como estou magoada, comendo doce de leite e ainda assim emagrecendo, ela folheia tudo sobre mim que está dentro da pasta e diz:

-Agora vamos ver as coisas que você fez e disse pra ele.

Mas que que é isso? A gente não pode só falar de como eu sou legal, fofa e mereço ser amada?

Fico triste. =(

16 comentários:

  1. Acho que a gente tem mesmo essa tendência de pensar no que o outro fez ou deixou de fazer e esquecemos do que nós fizemos ou deixamos de fazer.

    Mas tenho reparado que as terapeutas/analistas têm pegado leve demais no que falam dos rapazes, viu. O que ele fez ou deixou pesa bastante sim e interfere no que você faz ou deixa de fazer. A coisa aí é igual. Você ter falado isso ou aquilo não "perdoa" o que ele faz ou não.

    To muito impressionada com o quanto os caras de hoje em dia dão mancada. Não sei o que é, deve ser algo na água do planeta.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahaaha, já falamos sobre isso por whatsapp! =)

      Excluir
  2. AHAHAHAHAHA Oh, Renata, vê como é? Tudo tem dois lados.

    ResponderExcluir
  3. Uma pasta? Com tudo da análise?
    Desesperador.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. sim. eu vou falando e ela vai escrevendo e fica tudo ali.

      tem muitas páginas.

      Excluir
  4. "comendo doce de leite e ainda assim emagrecendo". qual o segredo??

    no mais, concordo com o que a camila disse. :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fia, para com esse lenga lenga.A vida é uma merda.Quando você passa aceitar isso as coisas se tornam mais fáceis.Agora, para com esse chororó .Porque ninguém me ama? Será que eu sou a errada? E outra análise não serve de nada.Você vai la sentar e falar sobre seus problemas mas quando levantar pra ir embora seus problemas continuarão te seguindo..Esse blog era mais divertido de ler antigamente.Agora são só lamentações.Não me surpreende está sozinha.

      Nicole )

      Excluir
    2. hahahahhaha, é a desilusão, jussara!

      poxa, nicole, sinto muito que a vida seja tão ruim assim pra você. de repente com a terapia você veria as coisas de uma outra forma. só uma sugestão. =)

      Excluir
  5. Gente, a terapeuta toda trabalhada no tough love, hein? E também tô com a Camila: o fato de uma parte ter errado não dá carta branca pra outra parte fazer o que bem entende, ora bolas!

    PS: A gente adora te ler, seu blog continua bom de seguir e quem não gosta de mimimi tem que ler a Folha de SP, não diário. #prontofalei

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é exatamente isso. não é porque a outra pessoa errou que eu posso fazer o que quiser e não pedir desculpa. =)

      hahahaha, ela não dá mole pra mim. sou difícil mesmo.

      Excluir
    2. Ai, Renata, achei vc tão evoluída agora! Eu aqui toda mesquinha pensando num lado só, certamente teria mandado às favas antes de pedir desculpas. =)

      Excluir
    3. hahahahaha não sou evoluída, stella. =)

      por isso preciso tanto da terapia pra me lembras de como eu também magoo as pessoas.

      Excluir
  6. Ai, esses analistas sempre querendo achar nossa culpa na coisa toda, né?rsrs Te confessar que fico incomodada tbm, mas no meu caso, no final, muito relutante, dou razão à ela...

    ResponderExcluir
  7. Me diz uma coisa, nao sente vontade de ter copias de tudo que há dentro daquela pasta? Afinal, seria tipo um diario, ver tudo que já superou, tudo que ja te afligiu, e de repente ja nao aflige mais, eu nao sei se minha terapeuta tem algo assim de mim, mas eu gostaria e vou ate perguntar a ela se posso fazer copias, talvez após minha alta,rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahahaha, eu também acabo dando razão a ela, mesmo que demore meses e muitas sessões.

      acho que teria um pouco de medo de ler o que ela escreve sobre mim ali.

      Excluir