quinta-feira, 21 de junho de 2012

Aos 29, noto que ainda tenho muitas lágrimas, mas a disposição para chorar um coração partido não é mais a mesma.


Não sei se é por não ser o primeiro nem o segundo ou se é pela resignação de saber que não será o último, mas tenho chorado aos poucos. Um pouquinho por dia.

É bom porque dá pra fazer muitas coisas, sem que o coração partido atrapalhe minha rotina.
É ruim porque parece que falta alguma coisa.

diário do coração partido 3, semana 2.


(o diário tá todo fora de ordem)

10 comentários:

  1. Nossa, same here.

    Também não tenho mais saúde ou disposição para chorar por coração partido. Perdi bem ali em torno dos 26 anos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. até dá pra chorar, mas não como antes, né? uma resignação que eu não sei se queria ter, na verdade.

      Excluir
  2. Eu acho que o acontece eh que, com o passar do tempo, temos cada vez mais obrigações e responsabilidades, o que dificulta muito esse tempo (necessário) de parar e encarar a dor.
    Comigo tem acontecido o mesmo, e, sinceramente, não sei o que é pior. =/

    ResponderExcluir
  3. Acho que é só porque vc já sabia que não seria, mesmo.

    ResponderExcluir
  4. Tenho 32 e ainda não aprendi a lidar bem com a rotina após ter o coração partido...
    Josyê

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. mas acho que uma hora a gente aprende.

      Excluir