segunda-feira, 10 de dezembro de 2007

-O senhor pára em frente ao portão de madeira, por favor?

Motorista pára o ônibus.

-Não, ali, no portão de madeira.

Motorista anda 2 m e pára o ônibus de novo.

Enquanto a folgada abre o portão, ele pergunta:
-Não quer que eu te carregue no colo também, não?

E eu ri por todas as vezes em que alguma folgada acha que o ônibus deve parar na frente da casa dela. Olha, já inventaram um meio de transporte que pára no seu portão, ele se chama táxi. Se você não tem problemas locomotores, não há motivo pro motorista parar na sua porta. É só descer no ponto e fazer aquilo que você aprendeu antes mesmo de aprender a falar "motorista, por favor": andar.

E eu digo isso estando na posição de alguém que já viu um ônibus parar para que um casal entrasse no motel. Classy.

14 comentários:

  1. nossa, que folga! Me irrita tanto!
    E no metrô, quando as pessoas fingem que estão dormindo pra não dar lugar pros mais velhos? Que ódio, eu acordo todo mundo!!!

    ResponderExcluir
  2. Eu ia me sentir uma uva se "o gato" me convidasse pra pegar o próximo ônibus e ir pro motel.

    ResponderExcluir
  3. O cara era bonzinho, hein? Duvido que qualquer motorista daqui fizesse isso...

    ResponderExcluir
  4. hushuhsuahushuahush
    essa foi boa....imagina como uma mulher deve se sentir quando o seu [principe encantado] vira para o motorista e pede para ele parar na porta do Motel.....folgado é apelido.......
    Amei o texto!!!!
    Muito bom seu blog!!!

    bjos

    ResponderExcluir
  5. Rê, obrigada pelas dicas! :) Achei bem legal a sua chapinha e me informei bastante na comunidade! Agora falta criar coragem e comprar uma!
    Beijos :)

    ResponderExcluir
  6. Hahahaha...nossa meu....acho que ônibus é o lugar mais fácil para se encontrar pessoas bizarras....já presenciei cada coisa affffffff....e então...o modess veio escrito eu te amo...sim..eu juro...eu não sou louca a ponto de ter uma mente brilhante pra inventar uma história dessa hahahahahaha

    beijaooo

    ResponderExcluir
  7. ahuahuahauhauhauha... foram afogar o ganso, os bons modos e o português? ehehehehe... mas é melhor qe klassy, né?

    ResponderExcluir
  8. Ah, mas o motô foi meio songo mongo, né? Ela pediu que ele fosse mais pra frente e ele FOI. Aqui em São Paulo o motorista faria questão de dar uma arrancada com o ônibus pra fazer a tia folgada despencar dos degraus.

    E MEU, ir pro motel de busão? Isso é que é disposição pra trepar e desapego. Imagine, descer com o namorado na frente do motel, o povo todo vendo, deus me livre.

    ResponderExcluir
  9. Guilherme, acho que todos no meu bairro são folgados assim. todo mundo pede pro motorista passar na porta!

    AnaRi, e o nome do motel dos passageiros é, olha só quanta classe, Vison.

    Renata, meudeus, que raiva que me dá! eu quero acordar o fingido no tapa! e quando deixam uma grávida com a maior barriga do mundo em pé? eles não têm mãe, será?

    Helen, e, assim, às 3 da tarde, era uma urgência, mais do que um desejo.

    Kattie, ahhh, são apenas coisas do dia-a-dia de nova iguaçu...

    Cinthya, é muito amor...

    Neutron, ah, aqui a maioria faz, eu fico irritadíssima...

    Dessa, ;D

    é muito romantismo mesmo... mas, assim, motel nunca é romântico, né?, de qualquer forma...

    Marion, aquela comunidade é muito legal, né? eu sempre aprendo coisas lá...

    n_n, eu nunca mais ia parar de rir se abrisse o pacote e visse um escrito eu te amo, nunca mais!

    Jana, era vontade demais pra deixar passar...

    Chu, ah, aqui eles seeempre param em qualquer lugar.

    hahahaha, e o povo no ônibus gritando aêêê quando eles entraram no motel? inesquecível...

    ResponderExcluir