segunda-feira, 10 de dezembro de 2007

Eu tava aqui pensando em como The Best Years, estréia da Sony nesta temporada, é ruim. É ruim demais. Dá vergonha. Mas não é a vergonha que você sente vendo, sei lá, Dawson's Creek. É uma vergonha das grandes, pelos roteiristas, diretores, atores, pelo pessoal do figurino, da maquiagem e do cabelo.

Tudo é ruim. Tudo quer ser muito profundo, mas não chega nem perto disso. É a primeira temporada e os roteiristas devem sentir que é a última, porque querem tratar de todos os assuntos ao mesmo tempo. Tem órfã se virando sozinha na vida, personagem morrendo na frente de outros personagens, alcoolismo, abuso sexual na infância de uma das personagens (a mesma que vira alcoólatra, tá?), personagem bissexual, personagem bissexual revelando que é HIV positivo, personagem ex-estrela de seriado adolescente ganhando o papel de Lady Macbeth e descobrindo que tem talento (a parte da descoberta do talento ainda não aconteceu, mas dá pra notar que vai acontecer).

Então eu tava aqui, tentando entender como alguém no mundo pode achar que tem como desenvolver isso tudo em uma temporada. E em como são os personagens mais azarados que eu já vi. Talvez mais azarados do que os irmãos de Party of Five.

Mas eu tava pensando nisso enquanto via um filme que me prendeu pelo nome: No lugar e na hora errada. Eu pensava na série e vasculhava minha mente à procura das regras de concordância nominal. E, ok, eu posso concordar meu adjetivo com o substantivo mais próximo, mas fica medonho. E aí comecei a pensar em coisas medonhas, como jaca e mangas morcego. E pensei que as mangas morcego foram embora e eu não preciso mais ter medo de ser engolida por um abraço. Pensei, pensei, pensei.

Bom, sei que no filme tinha um anão. E ele era paraplégico. E nisso eu já tava pensando "tá de palhaçada comigo." Foi quando ele confessou que era gay.

Ser tudo ao mesmo tempo agora deve estar na moda, então.

8 comentários:

  1. Dawson's Creek eh maneirão!!!


    hehhahahhaha


    tudo bem, eu prefiro Friends, CSI, Monk, Northe Shore e principalmente Lost!1


    hehehhehee

    ResponderExcluir
  2. Ai, Renata, você não existe!!!

    Rolei de rir aqui. Dawson's Creek já dava vergonha alheia antes - ah, o Pacey era fofo, né? - agora, então, com o rumo que Katie Holmes tomou na vida...

    E "My Boys", então? Quase saí correndo de tão ruim...

    ResponderExcluir
  3. Party of five é o seriado da minha vida!

    E olha, eu não sei se existe coisa pior que Dawson's Creek!

    ResponderExcluir
  4. Guilherme, hahahahaha, o Dawson era um chaaaaaaato.

    Patricia, e Big Day? Peloamordedeus! pra que filmar aquilo?

    mas eu gostava do Pacey tb! era o mais legal da turma...

    Fabiana, ahhh, eu amo Party of Five! amo, amo! mas eles eram os mais azarados do mundo, né?

    mas confia em mim que the best years é pior. é muito pior!

    Jana, os roteiristas que comeram, estão todos loucos!

    ResponderExcluir
  5. E Falcom Beach que chegou à SEGUNDA TEMPORADA?

    ResponderExcluir
  6. nem parei para olhar, mas sinto o mesmo diante da super pretensiosa brothers and sisters, que se acha O painel da América contempor6anea, mas é apenas um programa forçcado e sentimentalóide

    ResponderExcluir
  7. Eu confesso: assisto a reprise no sábado de manhã!!! Mas não sei quem é que está bebendo e nem quem tem HIV!! Poxa, perdi um epidódio e todas essas revelacoes foram feitas? Na verdade, essa série cai como uma luva na propaganda da sony: "séries que você tem vergonha de assistir"
    bjs

    ResponderExcluir