terça-feira, 18 de março de 2014

this is happening

E eu achei que seria mais fácil, é claro. Que precisaria só arrumar minhas malas de roupas, sapatos e livros e sair. É o que eu tô fazendo, separando o que eu vou levar, o que vou doar, o que não sai daqui. Mas aí eu olho pro banheiro, lembro do primeiro tombo que eu levei aqui, eu tinha oito anos e minha mãe achou que seria uma boa ideia encerar o banheiro. Tudo o que eu já comi e foi feito no balcão da cozinha. A estante que meu pai fez pra mim eu vou levar. Meu saca-rolhas, meu travesseiro.

Eu moro aqui há 23 anos e só me lembro daqui quando eu penso em casa, mesmo lembrando que já morei em outros lugares. Na minha memória, minha casa sempre foi aqui. Eu brincava aqui quando ela estava sendo construída e a gente nem chamava de casa, mas de obra. O meu quarto era meu quarto mesmo quando ele tinha tijolo aparente, chão de cimento e não tinha janela. Ele nunca foi nada além de meu.

Então eu achei que seria só arrumar minhas roupas e sapatos em malas, meus livros em caixas e sair. Mas não é bem assim. Tem também a parte em que eu arrumo e espero que a minha casa vire a minha casa.


8 comentários:

  1. As casas são como alguns amores, até nos mudamos, mas sempre vamos lembrar com carinho, pelo menos alguns, claro.



    ResponderExcluir
  2. Eu vivi minha vida toda na mesma casa. Quando casei passei um bom tempo acordando atordoada a noite sem saber onde estava. Fora o tempo que vc fica falando "lá em casa" pra se referir a casa dos pais rsrsr. Mas quando a sensação de estar em casa chega, é uma delícia. Agora com 3 anos de casada passei um tempo do meu resguardo na casa da minha sogra e não via a hora de voltar pra Minha casa. Boa sorte e aproveite!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. obrigada! =))

      aos pouquinhos ela vira minha casa.

      Excluir
  3. Sua casa será sua casa rapidinho, você vai ver. E a frase "there's no place like home" terá um sentido ainda mais forte. SORTE na casa nova, e vou querer te visitar!

    ResponderExcluir
  4. Sua casa será sua casa rapidinho, você vai ver! <3 E vou querer te visitar!

    ResponderExcluir
  5. Passei por isso tbm. Depois de 5 meses de mudança, hoje acho que tem mais coisas na casa da minha mãe( que aina chamo de minha casa), do que na minha casa mesmo. E ainda não consigo internalizar que ali é minha casa. Ainda durmo no colchão no chão, e hoje acordei no meio da noite, sem saber se estava na casa da minha mãe ou em casa.

    ResponderExcluir