domingo, 4 de abril de 2010

cinco minutos com a minha mãe

-Você tá triste? Tá feliz? Fez bolo? Que delícia. Seu cabelo tá tão bonito. Macio. Foi ao salão? O que você fez? Diz pra mamãe. Meu cabelo tá péssimo. Que máscara? Quanto tempo deixa no cabelo? Olha essa pele. Que pele linda. Uma pele de pêssego. Parece pele de bebê. Olha, Pé, passa a mão nessa pele. Vai fazer sanduíche pra mamãe? Como você faz aquela pastinha? Não vai contar? É segredo? Vai ficar em casa hoje? Vai sair amanhã? E a Marceluska? A Gisele tá bem? E a Cíntia? Vocês terminam a pós este ano, né? E depois? Você vai fazer mestrado? Tem que fazer, filha. Tem que estudar, né? Vai fazer a festa de 30 anos? Tem que começar a pagar 1 ano antes, hein? É, daqui a 2 anos tem que começar a pagar. Mamãe te ajuda, mas não muito. Eu não sou a melhor mãe do mundo? Sabe que nem se me oferecessem 100 mil eu vendia a Hannah? E olha que tô sempre precisando de dinheiro. Vamos ao restaurante novo? Vou lá com seu pai, daí vejo se tem alguma coisa pra você. Que esmalte é esse? Azul? Ai, Renata.

Todos os assuntos do mundo de uma vez só.

6 comentários:

  1. será que eu sou uma mãe assim?

    ResponderExcluir
  2. Sua mãe é ótima! Lembrei daquele vídeo que vc fez com ela, da história da dona Orta (não sei se é assim que escreve).

    ResponderExcluir
  3. Ops, acho que era dona Herta, e não Orta, hehehe.

    ResponderExcluir
  4. Fátima, será?

    Jussara, hahaha, acho que é dona herta.

    Dee, :)

    ResponderExcluir
  5. Minha mãe é igual. IGUAL. como isso é possível, Deus?

    ResponderExcluir