sexta-feira, 3 de julho de 2009

Comprei um casaco lindo, acinturado, abotoamento duplo, bem quentinho, uma graça, uma graça. E é azul, não é preto, que eu fujo de roupa preta. Acho muito blé. Sou aquariana, me deixa usar cores.

Bom, mas aí fui mostrar pra minha mãe, toda contente, que o preço dele tava ótimo, adoro liquidação. Vou usar em várias ocasiões, eu tava precisando, quase não tenho casaco.

Tava mesmo muito feliz com o meu casaco novo. Daí meu pai chegou e:
-Que que é essa japona aí, hein?

Ja-po-na.

Fino.

8 comentários:

  1. hahahahaha... seu pai deve ter a minha idade. na nossa época, se falava assim. meus filhos também acham engraçado.

    (se bem que japona era um pouco diferente disso que vc. descreveu. era algo parecido com esses blusões de nylon acolchoados franzidos na barra, mas não necessariamente de nylon, podia ser de lã ou de qquer outro tecido)

    bjk

    ResponderExcluir
  2. HAHAHAHAHA
    Há quantos milênios eu não ouço essa palavra?!
    Adorei litros!
    Abs
    MARCOS

    ResponderExcluir
  3. Hahahahahahahahaha!
    Credo, japona é da mesma idade de collant e conjuntinho balon :o)

    ResponderExcluir
  4. Hahahahah! Voce é ótima! Escreve muito bem! Lembrei q eu chamo de japona uma roupinha que dei pro meu cachorinho, com capuz e tal!! O povo racha e rir! Hahah Mas pai é por fora de moda neh?! Vc tem que dar um desconto tadinho!!! Tenho certeza que seu casaco é lindo! Um beijo

    ResponderExcluir
  5. Fátima, pois é, japona não tem nada a ver com meu casaco lindo. não admito! hahaha

    Linda, pois é...

    Caco, claro, porque não foi o seu casaco que foi chamado de japona!

    Suzana, hahahaha, minha mãe fala collant. e sempre conserta, com um ar de deboche "ahhh, agora fala 'bodyyyy', né?"

    Maraisa, é sim! ;)

    ResponderExcluir